terça-feira, 6 de agosto de 2013

O amor e a justiça de Deus


O amor de Cristo é verdadeiro e vai além do que conseguimos alcançar em pensamentos. Seu amor é tão grande por nós que até o motivou a se entregar no Calvário para perdoar nossos pecados, n’ Ele não foi encontrado culpa alguma, mesmo assim se fez culpado por nós.
            Muitas pessoas não compreendem o plano de salvação de Deus para nossas vidas, Ele não gosta do nosso pecado e nem se alegra com eles, no livro de João 8:11 diz: “ E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.” , mas ainda sim está sempre pronto a nos perdoar se tivermos um coração sincero e verdadeiramente arrependido diante dele.
            Hoje em dia as pessoas estão sempre lembrando e falando que o amor de Deus é grande, mas não podemos esquecer também do quanto Ele é justo e de que a imensidão do seu amor não pode anular a sua justiça, ou seja, Ele nos ama e ama muito, mas o seu amor não impedirá que a sua justiça seja usada para nos corrigir conforme nossos pecados. Em Deuteronômio 28 o Senhor coloca diante de nós dois caminhos, duas escolhas, as bênçãos que são conseqüências da nossa obediência e a maldição decorrente da desobediência, cabe a cada um escolher qual seguir.
            É triste ligar a televisão e ver no noticiário apenas tragédias, mortes, estupros, roubos e trapaças, tudo isso parece aumentar diariamente, mas a Bíblia diz que o mundo está morto no maligno (1 João 5:19), as pessoas estão se distanciando de Deus a passos largos, mas fica aqui um versículo profundo: “ Aproximem-se de Deus, e ele se aproximará de vocês! Pecadores, limpem as mãos, e vocês, que têm a mente dividida, purifiquem o coração.”  (Tiago4:8)



Nenhum comentário:

Postar um comentário